20.12.08

EFEITOS COLATERAIS MONSTRUOSOS (DO HALOPERIDOL, DA SULPIRIDA E DA RISPERIDONA)

22 de junho de 2013: abaixo compartilho minhas experiências com psicotrópicos, originalmente escrito em dezembro de 2008.

Eu tenho falado tanto dos efeitos que experimentei tomando carbonato de lítio que tenho deixado de falar dos efeitos dos outros remédios psiquiátricos que tomei. Os piores efeitos que experimentei, sem dúvida, foram do lítio, mas outros remédios psiquiátricos também têm efeitos terríveis.

Eu já tomei também, haloperidol, sulpirida e risperidona, que estou tomando agora. Clique no nome da medicação para ir para outra página, em outra janela, onde você encontrará mais informações sobre a medicação.

(Eu ESTAVA tomando risperidona em 2008, época em que isso tudo foi escrito. Se continuasse tomando, hoje, 2013, certamente já teria morrido, ou me suicidado.)

Não vou falar de remédios como clorpromazina / amplictil e fernegan, que foram apenas complementos.

CLIQUE AQUI para ver um vídeo do Youtube de uma reportagem da CBS, que mostra um adolescente que sofreu um estranho efeito colateral da risperidona / risperdal. Cresceu seios no rapaz como efeito colateral do RISPERIDONA/RISPERDAL. O rapaz ficou cheios de traumas. Foi necessário fazer uma MASTECTOMIA para retirar os seios. O vídeo é em inglês, mas dá para entender bem. O VÍDEO É PESADO.

Enquanto o lítio transforma o indivíduo em maníaco sexual, haloperidol, sulpirida e risperidona fazem o contrário. Deixam o indivíduo meio impotente! Mas imaginem a situação: alguns remédios deixam a pessoa super-excitada, enquanto outros tiram a potência!

Eles não têm nenhum remédio psiquiátrico que equilibra? Vão me desculpar, doutores, mas isso só prova que medicamento psiquiátrico não equilibra. Entre o lítio e o risperidona, um agita demais e o outro acalma demais.

Outra sequela comum de psicotrópicos como o haloperidol é a DISCINESIA TARDIA. A pessoa fica com umas contorções faciais involuntárias, em outras palavras, a pessoa fica com TIQUE-TIQUE NERVOSO. Veja no vídeo abaixo.



(Importantíssimo: a Lei OBRIGA os médicos a fornecerem todas as informações aos pacientes sobre o tratamento.

Você que faz tratamento psiquiátrico deve EXIGIR que o psiquiatra mostre a bula e EXPLIQUE porque está passando uma determinada medicação. Inclusive o psiquiatra deve falar claramente sobre os efeitos colaterais e sequelas. Caberá ao paciente decidir se continuará tomando a medicação.

E se o paciente decidir não tomar a medicação, deverá receber apoio do médico, pois o médico jurou amenizar o sofrimento. Ou seja, o médico não pode forçar um paciente a tomar uma medicação que lhe causa sofrimento.

Psicotrópicos causam dependência. Portanto é perigoso deixar de tomá-los por conta própria.

Procure auxílio de um médico. Parar de tomar medicação psiquiátrica de repente pode causar uma CRISE DE ABSTINÊNCIA bem perigosa. Por isso não é fácil deixar de tomá-los.

NUNCA DEIXE de tomar a medicação psiquiátrica sem auxílio profissional.

E o familiar deve apoiar o paciente psiquiátrico SEMPRE. Se um paciente reclama muito de uma medicação o melhor é apoiá-lo. O familiar deve exigir que o psiquiatra dê todas as informações. Esse apoio vale mais que qualquer medicação. Veja as leis que falam sobre o dever do médico de informar o paciente e o familiar:

Veja as leis 10216 e 8080.
)

Os remédios psiquiátricos nunca foram a parte mais importante de meu tratamento. (Na verdade, os remédios psiquiátricos prejudicaram minha vida de uma maneira indescritível, com efeitos colaterais horríveis, que os psiquiatras NUNCA sabiam explicar, ou NÃO QUERIAM! Medicação NÃO É TRATAMENTO!) Uma das partes mais importantes de meu tratamento foi o CAPs, Centro de Atenção Psicossocial.

(Na época em que eu escrevi esta publicação os CAPS funcionavam um pouco melhor, porém hoje, quando eu estou atualizando esta publicação, os CAPS estão insuportáveis; o que me levou a deixá-los. No CAPS eu ajudava outros pacientes, e isso por si só era uma terapia. Por isso não posso dizer que os técnicos do CAPS me trataram. Isso não seria verdade. EU ME TRATEI.)

Eu não aconselho ninguém a abandonar tratamento, mas aconselho a procurar outras formas de tratamento.

(E é isso que estou fazendo hoje em dia, no ano 2013, muito tempo depois de publicar esta matéria pela primeira vez. Ando pesquisando opções naturais, naturólogos, homeopatia, e coisas assim. Porém não é fácil encontrar opções naturais. Existe em alguns raros lugares. Cabe a nós, cidadãos, lutar para que haja essas opções. Eu tenho me virado sozinho. Eu me trato sozinho com bom senso: sigo uma alimentação saudável e pratico esportes.)

Devotei boa parte deste site (blog) para os tratamentos alternativos, tratamentos sem medicação, sem psicotrópicos. Clique em TRATAMENTO ALTERNATIVO e leia mais.

Hoje, 22 de junho de 2013, eu sigo dizendo que a melhor coisa a se fazer é buscar tratamentos em que se use o mínimo de psicotrópico. Boa sorte. E não desista, apesar das dificuldades. E lembre-se: não existe remédio milagroso. Tudo dependerá muito de apoio da família e dos médicos, e acima de tudo de sua DETERMINAÇÃO.

COMENTÁRIOS SOBRE HALDOL E OUTROS PSICOTRÓPICOS - ALGUMAS RESPOSTAS

Muito obrigado por todos os comentários que têm chegado aqui! São extremamente úteis e ajudam bastante a todos que acessam.

Algumas respostas aos comentários:

A Natália C eu digo que me espanta que um psiquiatra de CAPS recomende a familiares que coloquem medicação no café para dar ao paciente sem que ele(a) perceba, o psiquiatra e a equipe do CAPS que deveria convencer o paciente a tomar medicação, sem coerção, sem truques sujos. Isso chega a ser anti-ético.

Renato Prado disse que ele fica como um zumbi, mas mesmo assim a medicação salva sua vida. Você não é zumbi. Não tem que viver como um. Viver como zumbi não é viver. Existem alternativas, cabe a nós fazer que os médicos usem os tratamentos alternativos, que os hospitais e ambulatórios estejam adequados a usar tratamentos alternativos menos ofensivos, com menos efeitos colaterais.

Psiquiatras cometem alguns erros ao suspender uma medicação.

Se a medicação estiver fazendo a pessoa pensar em suicídio, deve ser interrompida IMEDIATAMENTE.

Mas nos outros casos, deve ser suspendida GRADUALMENTE. Nunca se deve suspender uma medicação DIRETAMENTE, pois o organismo sente. Falo por experiência própria.

Se a medicação está causando perda do desejo sexual, é necessário interromper a medicação e deixar que a pessoa fique ao menos uma semana sem tomar medicação, pois é um tempo razoável para o desejo voltar. (Novamente falo por experiência própria. Minha primeira psiquiatra fez isso e funcionou bem.)

Atendimento com psicólogos pode ser bom para algumas pessoas, mas não para todas.

Muitas vezes, pessoas morrem em hospitais psiquiátricos por causa dos abusos e maus tratos, e não necessariamente por causa do haldol ou de qualquer outra medicação.

Por isso é importante que os familiares das pessoas internadas fiquem ALERTAS. É necessário visitar o paciente psiquiátrico internado o máximo e sempre ver o que acontece nas clínicas e hospitais psiquiátricos.

Haldol deveria ser usado somente por pouco tempo justamente por SER UMA CAMISA DE FORÇA PSÍQUICA. Mas pior ter que admitir que o haldol é dos males o menor, já que os outros psicotrópicos SÓ VISAM LUCROS e têm outras sequelas, muitas vezes, piores.

Não há a MENOR DÚVIDA de que QUALQUER PSICOTRÓPICO pode prejudicar a gravidez. Em caso de gravidez, exija que seu psiquiatra diminua a dose até suspender completamente. Se ele inventar alguma desculpa para não fazer isso, TROQUE de psiquiatra. Lembre-se que agora é a saúde de seu filho que está em jogo.

A Lei EXIGE que os psiquiatras deem todas as informações aos pacientes e aos familiares. Exija que o psiquiatra dê todas as informações que você precisa. Exija que ele mostre a bula do medicamento e outras fontes confiáveis, como livros. NUNCA aceite explicações de boca. O que vale é o que está escrito.

Se o psiquiatra não lhe informar da melhor forma, TROQUE de psiquiatra. Com a saúde não se brinca.

122 comentários:

  1. Anônimo12:49 AM

    Se esta é sua opinião, tem todo o direito de procurar novos tratamentos, pois quem sofre com os remédios é você. È bom ver pessoas como você, sempre preocupado com a saúde própria e a do próximo. Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. renato prado12:02 PM

      Tomo a Risperidona há 10 anos e de lá pra cá tenho me isolado de pessoas e atividades sociais cada vez mais. Esse remédio cria um tipo de "efeito zumbi". Não consigo mais raciocinar direito, minha vida sexual não existe mais, tenho sempre receio de sair com os amigos de meu irmão. Mas, pra ser sincero, esse remédio salvou e continua salvando minha vida. Nunca poderei deixar de tomá-lo e sei que devo conviver com os efeitos que ele causa, apesar do sofrimento, o que importa é a vida.

      Excluir
    2. Eddie Huasco4:40 PM

      Eu também tomo risperidona, tomo 2mg, infelizmente sinto os mesmos sintomas que você meu irmão. A psiquiatra diz que o remédio atua para várias coisas, disse que com o remédio eu poderia sair de casa,mas o efeito é o mesmo que você sente, eu me sinto um zumbi, só como e durmo, engordei porque estou comendo demais, não entro mais nas minhas roupas e não quero mais sair de casa. Não consigo trabalhar, estou indo de mal a pior e só penso em suicídio, já tomei haldol com paroxetina, tomei até clonazepam e é sempre a mesma coisa.

      Excluir
    3. Anônimo12:15 AM

      Boa noite ä todos, bem vou relatar aqui brevemente meu histórico p que vcs possam me ajudar por favor.......Tive uma infância sem diálogo familiar, meus pais descendentes de Italianos, bons provedores, mas não de atenção...bem, sempre fui carente nesse sentido emocional; daí veio a adolescência e passei a ter curtos relacionamentos, pois não conseguia me prender a ninguém emocionalmente...até mesmo em meus trabalhos durava pouco, queria ter liberdade e a rotina me sufocava......bem casei muito bem, tive uma filha maravilhosa e cinco dias após o nascimento tive uma leve depressão durante 15 dias.....o tempo passou e qdo minha filha completou 3 anos meu Pai começou a apresentar sintomas de demência......larguei tudo pra cuidar dele.....por incrível que pareça foi o momento de mais *tato* que tive com meu Amado Pai...foi na doença que pude abraça-lo e aproveitar o máximo do seu calor de Pai...forma 6 e 1/2 de cuidados com muito amor e dedicação....após 1 ano de sua partida, fui trabalhar na área da saúde aqui em minha cidade, Ribeirão Preto...que péssima escolha.....qto descaso médico...sim sei q existem os *excelentes médicos*...mas o contrário é q reina, infelizmente....e foi em um turno de trabalho q presenciei uma briga entre paciente e guardas Municipais...a Sindrome do Panico surgiu em dois palitos!!! De Agosto de 2012 até hoje estou em tratamento e afastada......iniciei o tratamento com Clonazepan, Sertralina......em sequência passei a fazer o uso de Alprazolan 1 comp e1/2...posteriormente com dose de 3 comp. Sertralina, meio Alprazolan + Amitiptilina.......hj passei em consulta e meu Psquiatra incluiu agora Aldol, três gotinhas antes de dormir, juntamente com meio Alprazolan e 1 amitpitrilina...entrei aqui na busca de informações sobre Aldol e o que faço???? Se eu toma-lo hj e resolver não tomar amanhã à noite, vou ter algum efeito ruim????? Desculpem o desabafo e obrigada desde já!!! Silvia.

      Excluir
    4. Anônimo7:37 PM

      tenho diagnostico de transtorno esquizo afetivo e depois de anos pulando de remédio em remédio o seroquel (quetiapina) resolveu meus problemas de delírios e apatia. tem pcos efeitos colaterais- minha dosagem e baixa 225mg mas resolveu pelo menos isso: consigo ter controle dos meus pensamentos. qto a depressão e crises de tristeza e ansiedade c sertralina houve uma melhora razoável mas apenas isso. minha mae no momento toma risperidona mas quero isso assim q possível. com apenas 1 mg dia ela esta tao impregnada q não consegue acordar a noite p ir ao banheiro esta de fraldas. e horrivelmente triste! aconselho a quem tenha efeito de impregnação com qquer remédio procurar o medico para trocar imediatamente. qto mais tempo vc insiste pior fica o quadro.

      Excluir
    5. Anônimo1:40 PM

      tomei alguns desses medicamentos (hadol, neozine, amplictil, litio, frizium, rispiridona, tregtol, carmabazepina e outro que não me lembro) em várias fases por uns 2 anos doses fortes, por abusar de entorpecentes, fiquei desempregado, engordei 12 quilos, totalmente isolado, e viajava, não tinha prazer em nada, pensava que Deus não existia e esse tipo de coisa, sempre tive recaída em entorpecentes e o álcool era mais uma companhia pra mim, tomava um monte de remédio e misturava com destilados, enfim vou resumir, fiz um monte de merda, mas uma coisa eu aprendi, se vc não consegue lutar contra si mesmo, como que vai conseguir lutar contra seu problema, ou você vai querer pra sempre ser uma pessoa problemática q tem limitações, ou vive sem objetivos, faça algo pra melhorar, primeiramente peça pra Deus ajudar no seu caminho, te fortalecer, faça exercícios físicos, treine uma arte marcial, faça academia, procure sair dessa situação. Estou melhor agora, consegui um emprego, parei com todos os medicamentos, não bebo nem uso drogas, consegui controlar síndrome do pânico, emagreci 10 quilos, não estou dizendo pra parar o tratamento pois sei que em alguns casos é necessário o medicamento, pra Deus nada é impossível, tu tem q ter atitude, é foda, é foda, mas é bem melhor lutar hj do que perder a alegria da vida dia apos dia. Boa sorte a todos espero te ajudado de alguma forma. Abraço

      Excluir
    6. Oi, eu já usei Haldoll por um período foi horrível passei muito mal, sou bipolar mas o remédio me deixou pior ... sabe as vezes acho que o psiquiatra teria que receitar outros remédios e não testar seus pacientes,hoje usou outro medicamento e estou bem melhor gostei muito do seu texto obrigada.Abraços.

      Excluir
    7. Anônimo4:09 AM

      Concordo,e achei excelente a explicação.Eu sofri mto c vários e não me esqueço dos malditos efeitos de carbolitium,carbamazepina e risperidona.Acho q a psiquiatria aqui parou,pq esses venenos,q aprendi a usar c mta desconfiança,deviam ser testados em estudantes de psiquiatria,p q sintam o qto é bom.Nunca nos dizem q são venenos.Eu fui vítima de centenas de erros,até q como ex estudante,eu lembrei q tinha na família casos de trasntornos de ansiedade e histeria,c convulsão.Deram-me medicação p esquizofrenia e anticonvulsivos q só pioravam.Eu não confio em médico algum...Eu tenho lucidez e graças a isso,eu mesma usava o antídoto,p me livrar do choque e do envenenamento.Esse mês,descartei mais um veneno,só pq disse não suportar a violência, barulhos vandalismo 24 hs,isso não tem medicação.Parabéns pelo alerta...

      Excluir
  2. Anônimo3:45 AM

    Se, sulpirida, está causando, este efeito, devastador, os médicos, deviam, considerar, pois, saõ casais, que estão, sendo prejudicados, pois, os doutores, estão, receitando, sulpirida, e não estão avisando, as familias, e esta, havendo, mais, problemas, imagina, a mulher ou homem, estão ficando impotente, a sua vida sexual, está a zero, e ai se acaba a familia, pois ai vem a desconfiança, ou desconfiando, do outro, por isso, doutore, revejam ,isto, por favor, pois os paciente, estão, ficando, mais em depressão, em vez, de curados, pedimos socorro, por favor!!!!!

    ResponderExcluir
  3. luciana soares9:56 PM

    amigo e o que vc acha do tratamento com roxetin + frontal? meu noivo teve sindrome do panico de uma hora pra outra e a medica receitou esses medicamentos. Infelizmente, se por um lado ele perdeu o medo da multidao, de sair sozinho, de conseguir voltar a estudar, por outro lado acha que tudo eh facil de resolver, se tornou extrovertido demais, simpatico demais, confiante em tudo, ficou endividado, e fala e faz coisas por impulsividade, tanto que infelizmente algo destruiu nosso namoro e noivado de 8 anos: se antes era fiel ate demais, a pouco fez a besteira de por impulso trepar com uma mulher so porque ela espalhou pra todo mundo,inclusive aos colegas de trab, que ele era bixa pois nao tava dando trela pra ela. e ai, de tanto os colegas ficarem sacaneando ele por causa disso, o besta por impulsividade transou com ela tipo "pra calar a boca" sem camisinha e a coroa ta gravida de gemeos ( ela ja fez isso antes com um cara casado )...So no outro dia eh que o cara se tocou da m...que fez...e entao? o tratamento destruiu nossas vidas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo6:13 PM

      Luciana, já que vc contou esta história horrorosa, mas humana, tenho questões a vc: buscaram psicoterapia? buscaram a opinião de um segundo e até de um terceiro psiquiatra, quando os efeitos desagradáveis (transtorno de personalidade por uso de substância química, neste caso medicamentos) começaram? Namoro e noivado de oito anos destruído por uma transa, como vc diz, com uma "coroa"? Ninguém é obrigado a viver como zumbi nem muito menos com quem não quer, não deseja. Veja que desconfiguração geral...Então, me parece, o problema não são só os medicamentos. Se o problema vem de dentro, como combatê-lo com o que vem de fora?

      Excluir
    2. Anônimo11:42 PM

      as medicações psicotrópicas causam sim efeitos ruins assim como qualquer medicamento, mas não podemos esquecer que em certos casos elas são indispensáveis a vida, e até mesmo responsáveis pela manutenção da vida. vocês contaram apenas histórias tristes com o uso de fármacos, porém vários são os casos em que o paciente da garças a deus pela existência da medicação.por favor, não generalizem os efeitos negativos, voces podem até atrapalhar o tratamento de pessoas que estão se dando bem com o tratamento.

      Excluir
    3. Anônimo11:55 AM

      Luciana, sei bem o que você descreveu...tratei de depressão por muitos anos, até descobri que que tratava mesmo do TBH, e tudo que seu noivo fez são sintomas que tive. Tente ajuda-lo, pois não tive a mesma sorte, é muito difícil para os portadores, hora estamos em baixa, outras a mil por hora fazendo besteiras. Procure um médico competente na área pq o diagnostico é difícil, ai o psiquiatra ou clinico ( sem conhecimento ), passa medicamento paliativo que agrava muito a síndrome ou transtorno, a maioria entra com antidepressivos, que no meu caso gera efeitos terríveis. Ele tá doente, e com certeza se culpa a todo instante.

      Excluir
  4. Obrigado por comentar, Luciana Soares! Realmente os efeitos de psicofármacos podem ser enlouquecedores. O lítio também me deixava muito extrovertido. Sua história é realmente séria.

    Pois se ele engravidou a moça na impulsividade, devemos lembrar que poderia acontecer coisa pior, como ele pegar uma doença, como a AIDS.

    Realmente, os psiquiatras deveriam monitorar mais os efeitos das medicações nos pacientes. Passar medicação psiquiátrica sem monitoramento dos efeitos colaterais pode ser bem pior que os efeitos da doença mental em si.

    Mais uma vez devo dizer que seu comentário é super-importante para ajudar a conscientizar as pessoas dos perigos que uma medicação pode gerar.

    Principalmente conscientizar os psiquiatras de que é necessário monitorar os efeitos das medicações nos pacientes mais de perto. Obrigado.

    E não se preocupe, pois no futuro eu vou postar informações sobre o frontal e roxetin também, apesar de nunca ter tomado tais medicações.

    ResponderExcluir
  5. luciana soares5:52 PM

    obrigada por me responder...eh que agora as coisas estao muito dificeis...alem do cara estar mal pra caramba pela m... q fez e me perder, agora sou eu que passei a tomar diazepan pois o acontecido pirou minha mente...to perdendo peso pois nao consigo comer, nao consigo dormir, nao saio do quarto. trabalho como funcionaria publica na saude. Tava tao mal, chorando direto, que nesses dias nao aguentei, procurei um medico sanitarista amigo meu. ele me explicou que meu noivo (ou ex) precisara de ajuda pra nao fazer uma besteira, e como ele era fechado ate com a mae dele (a mae dele nem sabia do tratamento, me procurava as vezes, qdo achava ele esquisito, pra saber o q estava acontecendo) nao tera ninguem p apoia-lo...q era pra ele voltar urgentep medica rever o medicamento...foi este medico quem me receitou o diazepam. E avisou q, se eu quizer ajuda-lo como noiva, ou amiga, e sentir q nao aguentarei a barra sozinha, que ele poderia me encaminhar a um psiquiatra...Mas q era pra me manter firme, pois se estivesse disposta a ajuda-lo, nao poderia estar doente tbem...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou passando pela mesma coisa que você com o meu marido (ou ex). Exatamente!

      Excluir
    2. Luciana,

      Você pratica esportes?
      Se não pratica comece a praticar pois isso alivia os sindomas do medicamento.

      Quanto ao seu noivo. Já pensei em reconsiderar? Pois acho que você não quer ficar longe dele.

      Eu não colocaria a culpa no remédio e sim nos amigos de trabalho dele e ta coroa que tentou ele.

      Sou homem e tomo os mesmos medicamentos e nem por isso fui infiel alguma vez quando tentado.

      Excluir
    3. Anônimo6:18 PM

      Luciana, fique atenta: diazepan é benzodiazepínico e vicia. Não é normal ter insônia. Normal é trabalhar, estudar, amar, praticar esportes, ou ao menos uma destas coisas, até cansar, por ocupação digna, e depois dormir muito bem. Não deixe que o dizaepan vá além de apenas uma fase, caso contrário poderá ser muito prejudicial a vc. Já pensou em psicoterapia?

      Excluir
  6. Pois é, Luciana. Eu também acho que você não deve abandonar seu noivo nessa situação. Com certeza ele precisa rever a medicação, pois me parece que essa medicação só o deixou pior.

    E se ninguém alertar o médico sobre a medicação, o médico não vai descobrir. Infelizmente não existe nenhuma medicação que faça uma pessoa fechada se abrir. E infelizmente eu sei que os psicofármacos causam umas alterações enlouquecedoras, portanto seja paciente com seu ex-noivo. Boa sorte.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo6:38 PM

      Abandonar ou não fica a critério de cada um. O certo é que não se pode responsabilizar os medicamentos pelos nossos atos!!!! Ele tomou os medicamentos, viu que não era uma situação segura e seguiu em frente. Se fosse meu namorado, eu diria: segue em frente. Sofro por um tempo, pequeno até, mas não mais por todo o tempo. Afinal, foram oito anos!!!!

      Excluir
  7. Anônimo11:25 AM

    A medicina não trata as causas das doenças mas sim mascaram sintomas. A doença pode ser comparada a um iceberg, a ponta que fica para fora da água é o sintoma e a maior parte submersa é a causa que é sistemática. Os médicos não enxergam o que está embaixo da água ou a causa, então abaixam a ponta do iceberg com medicação e outros procedimentos, mas o iceberg vai apontar em outro lugar: esses são os efeitos colaterais e principalmente a queda da imunidade.

    Não cortar os sintomas das doenças é impensável, já que não existe outra forma de diminuir o sofrimento do paciente.

    Com certeza quem se cura é o paciente, que "melhora" com a diminuição de um sintoma mais violento.

    Doenças psiquicas são mais complicadas, não se conhece o cérebro, ainda se trata o cérebro por pedaços. Os sistemas biológicos, o corpo dos seres vivos são conjunto de sistemas, e como isto funciona não é conhecido satisfatoriamente ainda.

    ResponderExcluir
  8. Anônimo11:34 AM

    A doença, seja qual for, é comparada a um iceberg, a ponta que fica acima da água são os sintomas, a causa fica submersa e para a medicina atual ainda é inascessível com clareza. O que os remédios e outros procedimentos fazem é baixar a ponta do iceberg, com isso ela reaparecerá em outra região, ou seja, aparecem os efeitos colaterais.

    ResponderExcluir
  9. Bem amigo,eu tenho THB (Transtorno de Humor Bipolar) e depressão severa. Passei exatamente pelas coisas que você cita. Alguns medicamentos deprimem ou excitam. Fui estudar, fiz cursos voltei a faculdade e hoje me trato e me mantenho completamente sob controle usando Homeopatia e Florais. Desacredite quem quiser. Não é apenas um efeito psicológico foi comprovado a nível sérico (exame de sangue) que estou controlado. Se desejar bater um papo me manda email que a gente se fala
    abração

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo10:44 PM

      Olá Urso, meu filho com 13 anos também tem um suposto diagnóstico de THB e toma risperidona já fazem 5 meses iniciou com 0,5 mg por dia e agora está tomando 5mg por dia. ele está extremamente deprimido escola e vida social não existe mais. Eu estou sofrendo muito. Já me indicaram florais e homeopatia para isso, mas vou ser sincera que não acreditava muito, mas agora com seu depoimento fiquei mais animada. O único que eu quero é que meu filho tenha uma adolescencia normal. Obrigada.

      Excluir
    2. Anônimo8:58 AM

      oi. sou mãe de um adolescente com histórico de autismo. hoje ele tem 17 anos sou contra os remédios que os psiquiatra receita nunca dou os medicamentos para ele. mas em jan.2013 ele teve uma crise nervosa foi receitado risperidona dei alguns dias parei,só que ele teve de novo em maio novamente o médico receitou risperidona e haldol meu filho não tem vida própria não sei o que fazer queria saber mais sobre o tratamento com homeopatia e florais me ajude por favor é muito triste ver seu filho assim. obrigada

      Excluir
    3. Anônimo8:13 AM

      Não sou médica, mas cuido de minha mãe há 15 anos e ao meu ver acho que risperidona junto com hadol é um certo exagero, pois ambos fazem a mesma coisa, todos os dois são antipsicóticos. É importante se preocupar com a impregnação que ambos podem causar, por esta razão é aconselhável usar fernegan e antiparkisionianos para evitar que mais tarde seu filho desenvolva determinadas doenças como disceniase tardia ou parkisionismo. Minha mãe toma risperidona durante todo este tempo, pois estas medicações a mantem sem recaídas. Não duvido do tratamento com homeopatia, mas podemos tratar problemas sérios cardíacos ou problemas sérios renais com estes? O importante é que seu filho tenha qualidade de vida, e se para isto ele precisa de desses remédios, não deixe de dar, pois a cada surto ou crise ficam consequências. Eu amo a minha mãe, do jeito que ela é, assim como você ama seu filho. A primeira coisa é achar um médico que você confie e com o tempo saberá se as dosagens ou se a escolha do remédio está correta. Assista o filme ''Uma mente brilhante''.

      Excluir
  10. Anônimo6:50 PM

    Minha filha de 35 anos faleceu dentro de uma renomada clínicapsiquiatra no íltimo dia 08/05/2001. Estava internada havia 2 semanas e já estava praticamente de alta. No dia anterior, falei com ela ao telefone as 20h, e ela estava feliz e radiante, pois sairia comigo no dia das mães (dia 8) para almoçarmos.Combinamos de eu ir buscá-la as 10h do domingo, quando lá cheguei, me disseram que ela não queria sair do quarto, oque estranhei muito. Não pude vê-la e esperei até as 20h do domingo para falarmos ao telefone. Qual não foi minha surpresa quando telefonei e me disseram que ela não queria atender ao telefone. tentei o celular da médica responsável por ela, mas foi em vão, pois estava sempre fora de área. Por volta da meia noite, recebi um telefonema da clinica e a médica me disse, por telefone, que minha filha havia falecido. tenho certeza de que minha querida filha foi vítima de alguma medicação aplicada de forma negligente.Ela faxzia tratamento para depressão desde os 15 anos, mas nunca havia tomado o medicamento Aldol. Até agora não pude entender o que aconteceu com ela, pois a clínica alegou que o IML do Rs não quis realizar a necrópsia, alegando que ela "não tinha sofrido uma morte violenta". Meu coração de mãe e algumas evidências me dizem que algo de anormal aconteceu naquela renomada clínica com relação a morte da minha amada filha e, no atestado de obito, consta "morte de causa desconhecida"...Podsso aceitar uma coisa destas!!! Preciso de orientação! Meu sofrimento é muito maior por causa dessas circunstâncias. Mãe em dor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo10:15 AM

      As pessoas pensam, que estão seguras colocando uma pessoa internada, que esses remédios são nada. Eu quase morri tb. O pior é que não existe nada a fazer. A Não ser procurar um advogado, derrepente dá para fazer algum exame, na época daria com certeza. Remédio psiquiatrico deixa a pessoa doente, como na parabula do iceberg. Doente mental é lixo, e não querem que fique doente só de pensar! Eu vou morrer mais cedo pelas duas causas. :(

      Excluir
    2. Anônimo10:27 PM

      perdi meu irmao ele cometeu suicidio e tomava o haloporidol mas vamos continuar nossa vida ,evite as lembranças ..ja foi sinto muito

      Excluir
    3. Anônimo5:39 PM

      Eu tomo ora risperidona 2mg, ora haloperidol 5mg, só tenho vontade de morrer e me suicidar.

      Excluir
    4. Anônimo8:46 PM

      O conselho que eu dou à mãe é que procure um bom advogado e ver com ele como pode averiguar esse caso, é uma injustiça!,os meus sentimentos.

      Excluir
    5. Anônimo6:26 PM

      O conselho que eu dou a mãe, tarde demais, talvez, é que ela procure tratamento para si mesma. Uma pessoa não nasce com depressão nem a depressão aparece do nada. Aos 15 anos, rito de passagem pela adolescência... Vejam o filme "A busca" e o que o menino Pedro faz para sair fora da depressão, do álcool, das drogas, do suicídio etc. Ele sai fora da família. Ganha o mundo. Quando uma pessoa apresenta sintomas psiquiátricos, a família inteira tem que se tratar também. É a velha história da ovelha negra, do bode na sala. Tirou, os problemas de cada um começam a aparecer e incomodam muito mais do que incomodava aqueles do que foi embora. Vamos nos responsabilizar, pessoal. Menos culpa, mais responsabilidade pelos nossos atos!!! Não podemos tudo.

      Excluir
  11. Anônimo2:32 PM

    Fiquei emocionada com o depoimento da citada "Mãe em dor", que teve a filha morta em hospital psiquiátrico. Passei por processo psiquiátrico, 8 internações, muito Haddol, e ainda hoje tomo medicamentos. Quando tento diminuí-los entro em crise. Os médicos diagnosticaram bipolaridade. Na verdade, fiz uso abusivo de álcool e maconha. O que eles deveriam ter diagnosticado como alcoolismo, diagnosticaram como bipolaridade e fizeram com que eu me "viciasse" nos remédios, como um dia fui viciada em álcool e maconha. Hoje frequento grupo de ajuda mútua (A.A.), a quem devo a razão de minha relativa recuperação. O que começou em 2003, a minha "via crucis", onde fui internada à força (todas as vezes), a primeira fui presa por um policial (algemada e tudo). É uma vergonha o sistema psiquiátrico, como o foi um dia o sistema da Inquisição - caça às bruxas! A história da mãe abaixo me sensibilizou, e espero q este post possa chegar aos seus olhos! Quase morri um dia em clínica psiquiátrica, onde (quase) tive uma asfixia com o "enrolar da língua", etc. por causa do Haddol. Só estou viva pq pedi a enfermeira, (sem consegui falar naquela hora, com os olhos), que me ajudasse... Ela imediatamente me aplicou Fernegan (que é um antialérgico). Sobrevivi; à duras penas, pois engordei mais de 30 quilos nestes 8 anos, e tive muitos os efeitos adversos, principalmente psicológicos, que só um "doente" sabe. Receio estar com problema no fígado, e logo espero procurar um especialista (meus psiquiatras NUNCA pediram uma análise deste órgão e/ou outros). O problema é que nos tratam como cobaia; os psiquiatras não dão importância qd falamos os efeitos colaterais que sentimos. Quando falava do excesso de peso, a médica dizia de forma cínica: faça exercício. Mas quem tem ânimo de se exercitar com tanto remédio? Terrible! Que esta mãe possa procurar a justiça, e faça uma exumação no cadáver da filha, este é o meio cabível. Sei que não vai tirar a dor desta mãe, mas poderá este caso vir a público, alertando a sociedade contra os descasos destas clínicas; estas dão Haddol, e etc, para o paciente ficar no estado letárgico mais tempo, o que gera mais lucro às clínicas: dão a impressão pra família que ele não pode receber alta. Eu nunca me dei bem com Haddol, (acho q ninguém se dá) tremia, etc. e tinha o que é chamado "impregnação"; eles quase não dão antialérgicos pra o "paciente" ficar muito dopado, com "ares de loucura", mesmo!! Este medicamento é conhecido como "camisa de força química", e já ouvi dizer que é proibido em alguns países, mas de fato muito usado no Brasil. Não vou me identificar, por razões óbvias, mas saibam que estou tb na luta contra este sistema escroto. Me formo em História este ano com fé em Deus, apesar das 500mg de Depakene e 400 de carbamazepina, e noites de insônia, em que evito tomar neozine (etc.), pois me sinto péssima! Vou tentar vestibular este ano pra medicina, e se passar espero fazer psiquiatria, objetivando fazer parte do movimento antipsiquiátrico. Ontem comecei a ler 'a fabricação da loucura, de Thomas S. SZASZ', livro que recomendo, pois compara a psiquiatria à Inquisição. Maravilhoso, mesmo! E que possamos, pelo esclarecimento, estudo e divulgação, não sermos caçados como as bruxas, nem transformados em ratos de laboratório. Deixo com vcs a esperança, e a certeza que um Poder Superior a nós mesmos (como cada qual o concebe) poderá restaurar a sanidade perdida, como sugere os passos de A.A. Hoje ainda estou com os controlados pra evitar crises, mas em breve espero me libertar dos mesmos, como me libertei do álcool e maconha. Parabéns ao administrador deste blog pela sua coragem. Um dia, publicamente, quero ter a mesma. Fiquem com Deus...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo10:34 AM

      As pessoas podem se assustar, mas é isso mesmo, lhe dão logo um dose alta, vc fica mais doente que entrou. É uma violação da Liberdade o que acontece hoje,(sem falar dos problemas físicos) , parece que estamos vivendo num mundo sem lei. o Pior é que existe lei para reger essas coisas. Mas eu paro por aqui. O sentimento é de tortura física e psicológica.

      Excluir
    2. Anônimo3:44 PM

      Eu tomo haldol e me sinto muito bem tenho 24 anos faz um ano que tomo eu faco curso e vivo normalmente tomo apenas 2 gramas e sou esquizorfrenica

      Excluir
  12. Luciana e Ezequiel, gostaria de dar uma contribuição a esta discussão, não apenas como psicóloga mas também como alguém que teve depressão e ainda toma medicamentos. Gostaria que você considerasse a possibilidade de procurar um psiquiatra para não tomar apenas diazepan, que é um tipo de medicamento que deve ser tomado por pouco tempo, mas sobretudo acredito que será benéfico para você e para seu noivo buscar uma psicoterapia. A medicação não dá resposta para questões existenciais, e um bom psicólogo poderá auxiliá-los neste processo de descobertas e redescobertas. Boa sorte!

    ResponderExcluir
  13. Fabiana2:22 PM

    Estava procurando algo sobre a sulpirida e achei o blog. Estou tomando pela primeira vez e estou gravida. Tenho um pouco de medo de tomar não sei se é seguro mas já fiz tantos tratamentos, tomei tantos remedios, e eu so quero mesmo é viver uma vida normal. Já fui diagnosticada como depressiva, ansiosa, e agora com transtorno de humor. Não tenho mais amigos, troco de emprego como se trocasse de roupa porque tenho as crises e sempre acho que sou fraca que a culpa é minha e peço conta do serviço. Será que conseguirei trabalhar normalmente com esse medicamento? Estou tomando uma dosagem bem baixa de sulpirida e estou numa fase de agressividade que já expulsei dois cunhados de casa. Procurava algo sobre o transtorno de humor porque achava que não me encaixava no perfil, mas li algumas coisas aqui e acho que o medico pode estar certo. Não gosto de tomar esses remedios, por isso sempre paro o tratamento mas estou cada vez pior e embora saiba dos efeitos espero conseguir tocar minha vida pra frente dessa vez. Voce poderia descrever mais alguns efeitos da sulpirida???

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo4:52 PM

      Se você não sabe se é seguro então não tome. Ainda mais que você está grávida e qualquer remédio deve ser evitado. Não vou te indicar médicos porque não tenho coisas boas para falar deles, uma vez que não me esclareceram, tomava lítio e na impulsividade que uma outra pessoa comentarista disse que sentia ,tomei anticoncepcional sem saber de gravidez e o bebê morreu meses depois na minha barriga. Olha, se você tem uma pessoa forte que te apoie, o melhor é procurá-la, e te aconselho procurar Alguém que muita gente acha que é invenção mas nós Ele mostrou que Ele existe: essa pessoa é Jesus, um monte de vez que o meu fim estáva próximo Deus me salvou das formas mais inenarráveis possíveis, a última foi acho veneno de rato em iogurte, tem médico contra nós porque acho que perceberam que nós percebemos que os remédios que tomei por mais de 10 anos foram totalmente inúteis.Abração prá você e para o/a habitante de sua digníssima barriga.

      Excluir
    2. Anônimo5:00 PM

      Olha tive esperiência com esta sulpirida , pra mim , digo pois cada caso é um caso , não me fez nada de melhora muito pelo contrario me deixava impotente por isso abandonei o remedio.

      Excluir
  14. Anônimo12:21 PM

    OI!sou Bel de São Luis do Maranhão.
    Tenho um filho de 20 anos com Síndrome de tourette e desde os 11 anos tomas Orap,Rivotril e agora também esta tomando Mirtazapina e ele era amável agora deu uma piorada,o antidepressivo que devia melhorar piorou,vou falar com a medica só 11 de Janeiro e fico triste e preocupada.Pesquiso sobre a doença e sobre os remédios mais nem sempre eu
    absorvo bem o conteúdo.queria que vc me falasse um puo destes remédios.vejo meu filho sofrer com tiques involutórios e mudanças de humor fico com meu coração cortado,tenho 41 anos e trabalho como técnico de enfermagem do trabalho,as vezes eu queria poder ficar sem trabalhar para cuidar melhor dele, mas sou eu quem sustento a casa,sou divorciada e minha solidão é grande em relação a ter com quem dividir esses assuntos.minha família. é pequena
    e é só de mulheres,de homem só tem meus dois filhos,tenho um de 14 anos o mais novo.Gostei dos relados por isso resolvi contar um pouco de minha historia.Se alguém quiser fazer amizade meu e-mail é belizandra.pereira@armateus.com.br e o fone é 98 88253544.bjs a todos.

    ResponderExcluir
  15. Anônimo5:40 PM

    a sulpirida é para bipolar?

    ResponderExcluir
  16. Anônimo6:35 PM

    Boa Tarde a todos !! Eu esta procurando uma medicação para tirar ou diminuir o efeito do aldol na internete e achei este bloq. Depois de ler algun s relato, estou me sentindo uma assasina. Meu esposo tem depressão e ja tomou vairas medicaçãoes e neste momento o DR. Nubor Facure receitou 5 ampolas de aldol 1m de 15 em 15 dias ele esta na 2 dose totalmete Drogado, esta noite quase morremos ele foi me busca no trabalho pois não tinha taxi na cidade pois era reveion. Por favor aguem sabe de alguma coisa que posso da para ele para tirar ele desta situação. Ele baba esta totalmete inchado o rosto. Parase que dormiu no barril de alcool. Alquem pode me ajuda pois não vou voltar mais neste neurologista e não vou mais aplicar a medicação nele...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo10:49 PM

      Vejo muitas pessoas tomarem o Akineton ou Fernergan ,tira esses efeitos colaterais.

      Excluir
    2. Anônimo10:08 PM

      neurologista nao entende do assunto como um psqui portanto procure um bom e o principal um pscologo dos melhores

      Excluir
    3. Anônimo10:15 PM

      pscologo tem que ser bom se nao ,nao adianta ..
      o papel do pscologo e o seguite e dar uma luz a pessoa mas o medo e falta de crença no proficional leva tudo po agua abaixo

      Excluir
  17. Anônimo12:22 AM

    Entrei na net procurando efeitos colaterais do haloperidol(no uso continuo e na abstinência) e confesso que fiquei muito surpresa com os relatos. Meu marido tem hoje 48 anos e sinceramente tem uma vida totalmente dependente de mim . Tenho 41 anos e qd começou o tratamento psiquiátrico há 6 anos, ele não conseguia dormir , passava dias fumando a noite inteira,ou bebia demais pra relaxar. Tratou os 3 primeiros anos com clonazepan e amitripilina e sinceramente , pra ele era balinha, só piorava a situação, durante o dia só conseguia trabalhar tomando algumas doses de álcool e dormia aproximadamente 3 horas por dia, tinha compulsão por sexo, era extravagante,falava que era bruxo e ao mesmo tempo Deus.Depois de um grande surto( quebrou toda a gráfica em que trabalhava há 18 anos, xingou todo mundo e tentou me matar, também se feriu gravemente levando 40 pontos nos braços. Achei uma excelente profissional na USP , na qual analisando toda a história familiar ( 3 suicídios na família) e e antecedentes com drogas , 15 anos fazendo uso de Artani, 10 anos de Cocaína e álcool,quando o conheci ele estava limpo aproximadamente 5 anos. acreditem ainda existiam vestígios destas substancias no sangue. No inicio do tratamento jan 2009, ele começou com Longatil 3x ao dia,Fernegan 3x ao dia, Litio 3x ao dia, Bup 3x ao dia, Haloperidol 2 comp à noite e 2 Neozine à noite, só assim ele passou a dormir cerca de 5 hs por dia durante 2 anos, è impressionante a resistencia que ele tem à medicação.Em jan de 2011,a medicação do dia foi reduzida 50 por cento, e da noite mantida parece que ele piorou, passa o dia inteiro calado, estático, sexo nunca mais, não demonstra nenhum tipo de reação de tristeza ou alegria, é apático,mãos trêmulas , ( cheguei a pensar em Parkinson), raciocinio lento e muito inquieto, anda muito, muita sede, fuma muito. Me preocupo muito com ele, faço exames períodicos nele e sua saúde física é melhor que a minha.Engordou 20k, na época do surto pesava 52k,nunca mais teve um surto com agressividade, ou psicótico, porem sua vida por mais que eu tente mudar as cores ele só enxerga cinza, não tem ânimo pra nada (as vezes tenho que até dar banho). Chego a pensar que ele gosta desta situação, virou meu filho,e eu estou cada vez mais na esperança de encontrar a pessoa que eu me apaixonei. MAS ACREDITO QUE QUANDO ELE ACORDAR DESTE SONHO DE MUNDO IDEAL E QUERER REALMENTE PASSAR A VIVER NO MUNDO REAL SUA MENTE VAIS REAGIR NO CORPO FISICO. Não basta ter apoio, amor, tomar remédios, o paciente tem que se conscientizar (o que é difícil) da doença, da necessidade da medicação e procurar tirar forças para reagir. Pois acredito que a medicação serve pra colocar tudo que está fora do lugar na mente funcionando corretamente, embora os efeitos colaterais sejam preocupantes. Espero só mais este ano com esta medicação e vou tentar medicina ortomolecular pra ele. Agradeço a oportunidade de compartilhar com vcs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo12:24 AM

      Não é bem uma resposta, mas levei minha mãe a um rnomado neurologista de Rib Preto e ele retirou de im ediato o uso do neozine. Estava detonando minha mãe. Ela tinha perdido o controle do eixo e estava andando completamente torta. Melhorou muito com a retirada do neozine.

      Excluir
    2. Anônimo11:51 PM

      renomado de Ribeirao Preto??? onde me passar o nome, moro nessa cidade...

      Excluir
    3. Anônimo8:45 PM

      Considerando os tremores, recomendo ler sobre discinesia tardia...

      Excluir
  18. Anônimo2:04 PM

    Penso que os MÉDICOS psiquiatras deveriam avaliar em consulta os sinais vitais dos pacientes, pressão arterial, batimentos cardíacos, ascultar os pulmões, verificar discinesias, etc, mesmo porque os medicamentos para transtornos mentais provocam arritmia, depressão respeiratória, hipotensão, etc.ALERTA!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  19. Anônimo3:39 PM

    Até concordo que os médicos e os familiares devem apoiar o paciente, porém eu diria, que 90% da melhora, dependerá dele mesmo!

    Os CAPS são serviços onde é priorizado o atendimento em grupo, por isso muitas vezes não é eficaz para algumas pessoas, que tem uma demanda de atendimento individualizado.

    Acredito que o tratmento no CAPS só se torna uma coisa improdutiva quando o paciente já está institucionalizado e lá está somente por ganho secundário!!

    E mais uma ressalva, se os profissionais dos CAPS visassem somente ganhar muito dinheiro, como mencionado anteriormente, não haveriam mais CAPS!!

    Grata pela atenção.

    ResponderExcluir
  20. Anônimo2:47 PM

    Vou relatar o que aconteceu e o que acontece hoje na minha familia, pois, não sei se por desabafo ou por achar que irão aparecer outros casos semelhantes que possam me ajudar a tomar uma posição, vou procurar ser o mais resumido possível: a minha esposa teve um surto psicotico a uns 10 anos atrás, perdeu totalmente o senso de realidade, começou a sentir muito medo de tudo, temos um casal de filhos e na epoca o menino estava com 5 anos e a menina com 12 anos, mais do que depressa levei-a a um psiquiatra, e ele receitou o resperidona, e logo depois alguns antidepressivos, e também o akineton, pois, segundo ele ajudava nos efeitos colaterais do resperidona, bom logicamente não precisa dizer o quanto eu sofri com o tratamento, pois, eu segurava a barra de tudo em casa, passaram se anos do uso do medicamente, e nossa ansiedade quanto a continuação do uso do medicamento aumentava, e ao consultar o médico pra saber quando poderia tirar a medicação, ele dizia sempre que o momento ela saberia, bom, resumindo hoje éla não faz mais o uso do medicamento, mas de algum tempo pra cá ela mudou completamente, voltou a estudar, se tornou uma pessoa totalmente diferente, com um exagerado humor, faz dividas que não consegue pagar, enfim deixou de ser a pessoa moderada de antes para uma pessoa destemida, prepotente e sem medo de nada, inclusive fez varias cirurgias platicas, sempre com o argumento que eu não gostava do jeito que éla éra, conclusão depois de 20 anos de casados éla disse que não queria me ver mais em casa, me expulsou e estamos em amplo processo de separação e diz que tem até raiva de mim.
    a primeira vista pode parecer a historia de um casal qualquer que tem problemas no casamento e se separa, por varios motivos conhecidos, falta de amor, relação desgastada e assim por diante, mas depois que li alguns relatos acima, algo me chamou atenção e se alguem tem algum relato parecido, pode ajudar, pois estou completamente perdido.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo3:24 PM

      Interessante. Talvez a sua esposa tenha apenas "virado a mesa". É comum quando se tem uma experiência-limite, tipo quase morrer. A pessoa passa a querer "muito mais" da vida. Infelizmente, parece que para a ingrata vc não está no meio desse "muito mais".Deixe ela quebrar a cara sozinha.

      Excluir
    2. Anônimo12:55 AM

      PELA DESCRIÇÃO SUA ESPOSA TEVE UMA VIRADA MANÍACA. TODO ESTE COMPORTAMENTO É DECORRENTE DE UMA DISFUNÇÃO CEREBRAL SENDO A MESMA DOENÇA DE 10 ANOS...

      Excluir
    3. Anônimo12:09 PM

      Amigo! Os médicos colocam nome as vezes no que não sabem, tenho uma historia bem parecida, e já vi outras tantas, "TBH" terrível quando estamos na fase de euforia. Boa sorte.

      Excluir
  21. Anônimo3:15 PM

    Parei de tomar medicação psiquiatrica pesada duas vezes, e das duas vezes, não procurei profissional. Só que eu agi rápido, percebi logo que estava me fazendo mal e parei. Eu fico pasmada com o número de pessoas que, sem estar em surto, não sei se por falta de informação, acredita em enrolação de médico e continua tomando um remédio que tem o efeito de um veneno. No caso de pessoas em surto, os familiares tambem têm certa responsabilidade, porque vêem a pessoa piorar e acreditam quando o médico diz que "é assim mesmo". Dá para parar de tomar remédio sem assistência profissional sim, desde que vc não deixe o remédio acabar com a sua vida antes.A internet está cheia de manuais para isso, basta saber um pouco de inglês. E mais: dá para se recuperar 100% de um surto, sem ter de assumir a identidade de esquizofrênico ou bipolar.

    ResponderExcluir
  22. Depois de suspender o uso do haldol em qnto tempo a libido volta? ja fazem dois meses q parei de tomar e meu desejo sexual esta mto baixo, somente ficou alto 15 dias apos parar com o medicameno, por uma semana, mas depois voltou a ficar baixa a libido,, isto esta me deixando mto ansioso tenho medo de demorar mto ou nunca mais ter o msm apetite sexual de antes...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá , então eu também parei de toma o haldol e foi em 2007 um poco depois e no mesmo ano notei q meu penis nao era mais o mesmo, agora em 2012 to tentando resolver isso, precisa procura um urologista pra cura isso eu ja li mto sobre o assunto se quiser conversar me responda abração

      Excluir
    2. tenho o mesmo problema que vc desde 2007 , lendo seu relato sei que agora o problema é o haldol mesmo então vo procura um urologista , tentei reoslve de varias formas isso mas nao deu em nada e peguei mto efeito colateral desse remedio

      Excluir
    3. Anônimo8:43 PM

      Olá então me aconteceu o mesmo , hj faz 5 anos que nao tomo mais o remedio andei conversando com um amigo meu , e ele me falo q tem remedios q tomamos e dai dai o efeito colateral e pra volta o normal é volta a tomar ele ,então pela lógica é voltar a tomar ele , creio que vou fazer também

      Excluir
    4. então desde final do ano passado to tomando o Donaren 50 mg que o urologista me passo ,noto que uma parte do problema tbm é masturbação isso faz mto mal , exemplo faz o penis baixa ou não se mante mto tempo, pq quando se masturbamos ele digamos perde energia,não sei se vc se masturba mas se sim pare e note e melhorá que terá

      Excluir
  23. Anônimo2:56 PM

    Primeiramente desejo melhoras à todos que sofrem de algum transtorno Psq....
    Quero-lhes dizer-que para todos os problemas existe uma solução! JESUS DE NAZARÉ! Só ele Cura todos os males sem medicação!
    Abraços à todos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com vc Jesus Cura tive uma ausencia a 10 anos atras fiz um lanche com "colegas" de trabalho no final do expidiente

      que gerou sindrome do panico quase nao saia de casa so saica com alguem de confiança que tinha que ir junto
      passava mau na rua ouvia vozes tentei suicidio
      e remedio nao resolvia
      eu estava afastado do Senhor
      com o empenho de alguns obreiro de me levar para igreja e apos alguns colto de libertação
      fui voltando a minha vida normal

      sei que não a outro caminho senão aceitar a CRISTO como salvador

      Excluir
  24. boa noite, o medico me receitou haloperidol, mas depois de ler em diversos sites os efeitos colaterais, confesso que fiquei com medo! tenho medo de ter uma convulc'ao ou algum tipo de pertubac'ao fisica involutaria! ouvi ate dizer que pode causar morte subita! alguem poderia me dar uma ajuda sobre essa duvida, alguem que ja tomou? obrigado! abrs

    ResponderExcluir
  25. realmente esse remedio e um veneno mas exise outros tipo olanzapina meu filho tomava haloperidol ficou com distonia trcou por risperidona nada adiantou agora usa olanzapina parece ter poucos efeitos colaterais

    ResponderExcluir
  26. ao dono do blog poderia me dizer se tem um meio de recuperar minha libido que o haldol causo o efeito colateral , digo um meio de digamos ervas naturais

    ResponderExcluir
  27. Anônimo3:14 PM

    Eu tenho vários distúrbios psíquicos,como mal humor constante,desconforto diante de multidões e pessimismo exagerado....Tenho feito tratamento com dois medicamentos novos no mercado o Venvanse e o Geodon ,mas estou ficando com a sensação de que meu rosto está começando a inchar...seria por conta desses medicamentos???

    ResponderExcluir
  28. Anônimo11:30 AM

    UM MEDICO receitou haldol p meu pai pq ele estava meio bravo e sem pasciencia depois de 15 dias meu pai caiu ao descer uma calçada; daí por diate foi piorando e piorando; foi internado e o msm médico continuou com o aldol; resumindo ele se tornou um pasciente acamado aí o diretor do hospital me chamou e me propos que ele ficaria 15 dias pelo iansp e os outros 15 nós teriamos que pagar o tratamento particular; na época era 25oo,00 por mes; nós não tinhamos condiçoes financeiras p/ pagar isso, por isso resolvi trazer ele p/ casa eu msm cuidar dele; dar banho trocar fraldas etc. fizemos um chiqueiro no quarto onde ele ficava totalmente fora de si e não conseguia levantar e falava o nome das pessoas ao contrario;ex; quando era CHICO ele falava COCHI; SEM OBTER NENHUMA MELHORA; quando acabou os remedios haldol , amitripilina e dicoxina; eu convenci minha mae a parar com tudo deixando só o dicoxina que era p coração. passados uns 15 dias ele levantou e saiu fora da casa se encostando pelas paredes; daí por diante sem tomar o haldol foi melhorando dia por dia passado uns 70 dias ele estava totalmente bom e voltou até a dirigir carro nessa epoca ele tinha uns 70 e poucos anos com uma ficha de pasciente acamado para uma pessoa totalmente normal.por isso eu alerto cuidado com o haldol.

    ResponderExcluir
  29. SOU UMA MÃE DESTRUIDA EMOCIONALMENTE!
    Li todos depoimentos acima. Todos mostraram os efeitos maléficos dos medicamentos pasiquiátricos. Embora a minha filha não fosse dependente química, sofreu terrivelmente dentro de uma clínica psiquiátrica. Certifiquei o médico de que ela não poderia tomar haldol e infelizmente, ele fez ouvido de mercador e minha filha faleceu em apenas 08 dias de internação. Entrou tranquilamente, e saiu sem vida. E pior: Eu aguardei durante 2horas e 30 min. para vê-la. Não a imaginava morta, já que na noite de sábado, dois dias antes, a ouvi pedindo a enfermeira pra falar comigo enquanto eu etava ao telefone, o que lhe foi negado. "Regulamemto da Clnica". pedi a exumação do corpo e num jogo empurra, foi realizado 7 meses e 16 dias. Mesmo assim foi detectado atelectasia. O seu pulmão esquerdo estava murcho e o médico havia atestado infarto agudo do miocáradio, como no Conexão reporter, a fala daquela mãe, cujo filho, morto por engasgadura foi exatamente, a minha. Eles não permitem que entremos nos alojamentos, somente até o pátio de vistação e depois, de pelo memos, 5 dias. No dia 04/12/2012 fará seis anos e não parei por aí. Continuo lutando por justiça. Sei que ela não volta, mas outros continuam lá. Já fui processada duas vezes e absolvida juntamente, com outra que também, lá esteve internada. Sou uma mãe destruida, emocionalmente. NÃO HÁ LUGAR MAIS TRISTE ONDE ALGUÉM POSSA, ALI, TERMINAR SEUS DIAS. eLA TINHA, APENAS, 18 ANOS.

    ResponderExcluir
  30. Anônimo9:18 PM

    Olha gente, não adianta dar os remédios e não ficar atento, avaliar bem, e antes de começar temos que analisar a necessidade, ver se há outros tratamentos mais adequados. Caso contrário, não há problema nenhum em tomar medicamentos psiquiátricos, desde que com um bom médico e ficando atento ao progresso do tratamento.
    Os medicamentos me ajudaram muito! A psicoterapia também...

    Abraço
    Mário

    ResponderExcluir
  31. Anônimo8:49 AM

    oi ,to tomando rersperidona injetávem não sei quantos miligramas pois não falaram é de cada quinze dias a injeção e a minha psiquiatra manndo tomar litio p/ estabilizar o humor,mas parece que estou pior.tenho medos e pareço drogado,e me da desespero e no desespero tomo alcool,p/ consequir amenizar pois tenho vontade de me matar por não estar suportando os efeitos colaterais,pior que como injetavel,nao da p/ parar pois esta no corpo,é um pico tão alto que quando libera a droga no corpo ,chega a doer meus ouvidos por parecer ouvir mais alto e chega a vazar um liquido do ouvido e a sensibilidade ao maximo ,chego a me masturbar de 7 a 10 vezes em uma hora e tambem a sensação de drogado que passa as vezes ,pareço um rádio que sai e volta na estação.p/ ajudar minha esposa se mando e esta mais dificil,pois vivo só,li que valium é para cortar o efeitos ou seja o diazepam,tomei 10 mlg hoje p/ ver se volto a realidade ,não aguento mais...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. o problema é beberes álcool.... o álcool ingerido com este tipo de medicação tem efeitos explosivos. Nem a medicação funciona no sentido de te organizar o pensamento e te acalmar, por causa do efeito do álcool, e ao mesmo essa mistura tempo funciona como uma droga sim.

      Excluir
  32. Anônimo9:06 AM

    a esqueci de dizer antes já tomava litio 6 comprimidos de 300 mls cada e 10 mlg de dizepam e 1200 mlg de acido valproico,não tava muito bem ,mas prefero ficar não muito bem do que tomar a respiridona injetavel,por isso tenho diazepam,parece que deu uma melhorada agora,já faz quase uma hora que tomei o diazepam,o alcool é ruim,mas amenizou um pouco. é mas algool ,foi só no desespero mesmo .tomei por dois dias.tchau

    ResponderExcluir
  33. Anônimo7:39 PM

    Oi...... tive um surto psicótico em setembro de 2010, fui internada num hospital psiquiátrico e recebi o diagnóstico de que tinha esquizofrenia e TOC, tb tomei haldol e diazepan e hj tomo risperidona, sertralina e bipirodeno......... me lembro dos efeitos colaterais da medicação no inicio do tratamento; naum conseguia levantar da cama, passava o dia todo deitada minha cabeça doía, não tinha forças nem para me levantar e escovar os dentes, sentia meu corpo todo doer, naum sei se era pela medicação ou por ficar o tempo todo deitada, nesse período passei a ouvir programações de rádios evangélicas dia e noite ..........meu corpo pesava muito mal conseguia andar 200 metros e aquela sensação de peso, tinha salivação excessiva, babava, naum consegui ler, mesmo assim me esforçava e pegava o ônibus para ir até a cidade, ficava olhando para trás o tempo todo pq sentia que estava sendo seguida , mesmo assim enfrentava o medo e ia adiante, a noite tinha muitos pesadelos, sentia a casa rodeada, os efeitos colaterias eram tão ruins que meus parentes pediam para que deixasse de toma-los, mas naum parei de medo de voltar a ter delírios que eram tão reais para mim. Num culto um irmão falou de uma pessoa se sentia seguida, fez uma oração e nunca mais tive nenhum dos efeitos colaterais, isso faz quase dois anos,desde então fui tendo melhoras até que a minha psiquiatra me liberou para voltar a estudar, pois tive o surto na metade do curso, hj faço administração em uma renomada universidade pública, e a única coisa que tenho dificuldade é um pouco com relação a memorização, tenho muita dificuldade pra decorar, ano que vem ja faço matérias do 4 º ano e em nome de Jesus concluo minha graduação em 2014, naum parei de tomar a medicação mas tanto os efeitos da doença como os do medicamento praticamente desapareceram, por isso a todos os meus amigos esquizofrenicos eu com qualquer outra doença da mente eu recomento Buscar a Jesus, pois Ele nos entende e nos conduz a vitória!!

    ResponderExcluir
  34. Anônimo9:05 PM

    não sou esquizofrênico mais meus pais me dão risperidona escondidoe tenho sentido os sintomas que ele falou começei a tomar essa porcaria depois de uma depressão que foi mal diagnosticada.

    ResponderExcluir
  35. Anônimo4:50 PM

    oi sou eu da respiridona injetavel,então fui na consulta dia 27/11 e disse que tava mal,cheio de efeitos colaterais etc,me disseram que era mesmo assim e me deram outra injeçao ai fiquei pior do que estava.me deu tanya raiva que fiu no posto de saúde e a medica me arrumo outro lugar p/ tratamento.bom agora fui no médico novo e falei tudo ele disse se tava fazendo mal ,era obrigado eles tirarem ,mas agora vou ficar nesse mesmo e abandonar o outro,tomo agora litio,diazepam e fluxetina numca tomei vamos ver como é que é,sobre respiridona injetavel p/ mim foi péssimo o pior que esta no corpo ainda de vez em quando do uma viajada .mas ta no fim esse inferno.tchau.

    ResponderExcluir
  36. Anônimo9:51 AM

    meu filho está com 9 anos de idade e é dependente de olanzapina e está com 47 de AST o q eu faço?

    ResponderExcluir
  37. Bom, minha mãe fala sozinha o dia todo, as vezes grita nessas conversas que geralmente falam do passado, baixarias, e a confusão de não saber se ama a deus ou o condena. Isso sem os remédios. O que ela toma é Haldol e Fernergan. Primeiro é o Haldol que é dado junto com o café porque ela não quer tomar os remédios, mas falei com meu pai que dar no café (que é a única coisa que ela gosta de tomar, por isso, dado nele) poderia bagunçar o sistema dela, mas segundo ele o médico que receitou (do CAPS) disse que não haveria problema algum. Mas ela sempre tem crises como: Tontura, andar pela casa (mesmo exausta e tonta), boca seca, repetição do nome e palavras simples e os músculos das pernas ficam duros. Aí meu pai dá o Fernegan, que não acho que ajude em alguma coisa, e ela toma esse de boa, porque na crise ela fica mansa, um pouco pelo menos. E é praticamente a semana toda isso, estou ficando esgotada, sem a menor paciência (o que me faz ser arrogante, atrevida e insensível) e outra coisa, acho que sofro de depressão por isso, me indentifico com alguns problemas psicológicos... Tenho 20 anos e desde de os 11 é isso. Achei muito bom você ter feito um blog para os sintomas já que não sabia se era normal esses do Haldol. Força para você, mas muito força mesmo e luz para o teu caminho

    ResponderExcluir
  38. Anônimo1:05 PM

    Gostaria de saber de risperidona da diareia?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo9:28 PM

      Em mim da constipacao intestinal, nada de diarreia, e da sono, tanto que durmo quando tomo risperidona, respondendo sua pergunta meu amigo, nao da diarreia, eu tomo 3 mg de risperidona a noite

      Excluir
  39. Anônimo12:00 AM

    oi gostaria de saber se as pessoas que tomam o respiridona 2mg conseguem trabahar?e se tem algum jeito pra mehorar a vida sexual,pois estou
    com problemas nestas aréas, por favor me ajude.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. oi meu marido toma risperidona e não consegui trabalhar e nem sair de casa p nada. não sente vontade de levantar da cama e fica desanimado o dia todo e nunca quer conversar. só fica bem quando não toma os remédios mas a abstinencia obriga ele a toma de novo

      Excluir
  40. joana rs1:30 PM

    depois de ler tantos depoimentos negativos sobre varios medicamentos resolvi expor minha experiencia positiva eu tomo sulpirida 50 mg a noite e venlafaxina 75mg pela manha estou me sentindo otima depois de tomar varios medicamentos que pioravam agora trabalho 18 horas por dia com crianças com muita disposiçao obs tenho 52 anos tive cancer de mama passei por crurgia quimio e radio tambem tenho que tomar tamoxifeno por 5 anos. porem eu penso o seguinte se a pessoa nao se ajudar e nao acreditar na medicaçao que esta tomando so vai piorar por isso que pensamento positivo e tao importante quanto otratamento. força gente avida esta ai para ser vivida nao vamos fugir dela.

    ResponderExcluir
  41. Anônimo7:28 PM

    MEU DEUS ,estou muito assustada com todos esses depoimentos sobre esses medicamentos psocotropicos ,em especial o risperidona ,faz um ano q meu filho de 8 anos toma risperidona comecou tomando meio comprimido para o tratamento de TDAH (hiperatividade) ,vejo alguns efeitos colaterais como crescimento discreto de mamas ,aumento de peso ,mas jamais imaginei q esse medicamento causasse efeitos colaterais como baixa auto estima ,se alguem puder me esclarecer mais sobre este madicamento no uso em criancas eu agradeco !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo4:04 PM

      Vc ai que tem um filho de 8 anos cuidado com a risperidona tomei e quase tive uma parada cardiaca por causa dele tomo haldol e ele e muito bom bom ate para criancas hiperativas espero que tenho lhe ajudado

      Excluir
  42. Anônimo5:15 AM

    AMIGOS, SEI QUE AQUI TEM TODOS OS TIPOS DE TRANSTORNOS PSIQUIÁTRICOS, MAS SEI TAMBÉM QUE TEM MUITAS PESSOAS QUE SÓ SOFREM COM A INSÔNIA COMO EU E QUE JÁ É UM PROBLEMA SÉRIO, POIS POR CAUSA DELA, JÁ TOMEI TODOS OS REMÉDIOS POSSÍVEIS, EXISTENTE NAS FARMÁCIAS.
    MAS ENFIM, EXISTE 2 REMÉDIOS NOS ESTADOS UNIDOS QUE TRATAM A INSÔNIA E COLOCA A PESSOA PARA DORMIR, VENDE NOS MERCADOS, SEM RECEITA, 1 SE CHAMA TYLENOL PM E O OUTRO ADVIL PM.
    LÁ CUSTA 500 COMPRIMIDOS, 20 DOLARES.
    AQUI NO BRASIL TEM UM SITE QUE VENDE, NÃO TÃO BARATO, MAS SE ALGUÉM NÃO TIVER COMO PEDIR PARA ALGUÉM TRAZER, PODE COMPRAR NESSE SITE.
    http://www.ventausa.com/p/10956/Advil-PM-40-c%C3%A1psulas-Suplemento-para-combater-a-ins%C3%B4nia
    ESSE SITE É DO ADVIL PM, MAS JOGA NO GOOGLE QUE LÁ TEM O TYLENOL PM, É O MESMO EFEITO, TANTO FAZ COMPRAR UM OU OUTRO.
    NÃO SEI SE ISSO VAI AJUDAR A ALGUÉM, MAS ACHO QUE QUALQUER INFORMAÇÃO AQUI É VALIDA. SIMONE

    ResponderExcluir
  43. Gostaria que me respondessem o que devo fazer, pois tomo um remédio chamado clonazepam e descobri que estou grávida, o que fazer????

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo2:01 AM

      procure um médico o mais rapido possivel, para lhe informar como parar de tomar este remedio... a principio ja lhe informo que nao será bom para o seu filho, pois há riscos de ele nascer com problemas, e isto se ele nascer, pois há grande risco de aborto

      Excluir
  44. Anônimo2:04 AM

    ah... a informação que lhe dei acima, foi de pesquisa na internet, vc pode ver na wikpedia, ou ate mesmo na bula de seu remedio. agora parar de tomar o risperidona de uma vez provavelmente irá te dar convulçoes muito desconfortaveis... pare gradualmente

    ResponderExcluir
  45. Anônimo8:36 AM

    olá estou gravida e sem querer ao colocar o lixo para fora toquei em veneno de rato o veneno tocou nas minhas mãos e nos meus pés estou com medo alguem sabe mim dizer se isso vai prejudicar meu bebe ?

    ResponderExcluir
  46. Anônimo3:54 PM

    Acho que a pessoa cada um tem um organismo e tem uns que dao certo com um remedio outros nao e a pessoa tem que ter fora de vontade um conselho nao desista de seus sonhos tomo haldol e sou feliz assim tomo duas gramas e uma ajuda para vc que toma remedio e se sente bem leia muitos livros converse com as pessoas pense positivo vc vai vencer confie em deus e em vc mesmo e nunca aceite ser internado tome o remedio que cabe a vc que seu organismo aceitou e vc que nao deu bem com remedios pare de reclamar este e meu conselho bjus e paz no seu coracao e pensamento

    ResponderExcluir
  47. Anônimo4:25 PM

    Bem vou contar um pouco da minha historia sou lesbica e com 20 anos namorei uma mulher de 30 enfim...comecei a perceber que eu tava muito agressiva com ela depois de 2 anos de namoro comecei a ver demonios bichos se movimentando em meu corpo vi animais jacares embaixo da minha cama e o olho das pessoas eram enormes para mim como de um coruja nao conseguia ficar em emprego algum tinha mania de perseguicao mas na epoca eu bebia muito e usava droga passando dois meses fui no psiquiatra ainda muito ruim ele me deu um monte de remedios para eu tomar nao tomei e ele pediu para que minha mae me internasse e minha mae nao me internoue um dos remedios era o risperidona e n tomei depois fui em um outro psquiatra e ele me receitou haldol enfim hoje tenho24 anos e sou feliz faco curso e sei me relacionar com as pessoas nunca mais tive crises e eu tinha esquizorfrenia fiquei triste na epoca hj vou a psicologa e ao psiquiatra e tomo 2 gramas de haldol nao aconselho vc tomar um remedio que n te faz bem sou lesbica porque nasci assim tem nada a ver com adoenca e quero dizer que mesmo vc tomando remedio vem uma crise bem longe mais da para ser controlada e as crises que tive cada paciente tem uma crise diferente grata maria bjus e abracos

    ResponderExcluir
  48. Anônimo5:33 PM

    Meu filho toma Risperidona e Lítio, e eu tomo sulpirida. Experimentei a risperidona para ver o que ele sentia, de 2 mg., e achei horrível, tive pesadelos, é uma bomba. Ele fez 14 anos e tem seios, ficou gordinho e o pior é que o remédio não parece ajudar nada. Por outro lado a Sulpirida me faz muito bem, sou dependente químico em abstinência, usava Codeína/Meperidina e Metadona. A Sulpirida me tira a vontade, o problema é que sou casado e esta substância tira outra coisa também: a libido e a potência. Estou sendo obrigado a parar de usar porque fiquei totalmente impotente e sem a mínima vontade de transar. Esta substância chega a tirar até os pensamentos, é como se o sexo não existisse. Pode ser muita boa para deixar o individuo "bem", mas acaba com a vida sexual de quem a usa, mesmo em doses baixas.

    ResponderExcluir
  49. Anônimo11:00 AM




    Anônimo12:15 AM

    Boa noite ä todos, bem vou relatar aqui brevemente meu histórico p que vcs possam me ajudar por favor.......Tive uma infância sem diálogo familiar, meus pais descendentes de Italianos, bons provedores, mas não de atenção...bem, sempre fui carente nesse sentido emocional; daí veio a adolescência e passei a ter curtos relacionamentos, pois não conseguia me prender a ninguém emocionalmente...até mesmo em meus trabalhos durava pouco, queria ter liberdade e a rotina me sufocava......bem casei muito bem, tive uma filha maravilhosa e cinco dias após o nascimento tive uma leve depressão durante 15 dias.....o tempo passou e qdo minha filha completou 3 anos meu Pai começou a apresentar sintomas de demência......larguei tudo pra cuidar dele.....por incrível que pareça foi o momento de mais *tato* que tive com meu Amado Pai...foi na doença que pude abraça-lo e aproveitar o máximo do seu calor de Pai...foram 6 anos e 1/2 de cuidados com muito amor e dedicação....após 1 ano de sua partida, fui trabalhar na área da saúde aqui em minha cidade, Ribeirão Preto...que péssima escolha.....qto descaso médico...sim sei q existem os *excelentes médicos*...mas o contrário é q reina, infelizmente....e foi em um turno de trabalho q presenciei uma briga entre paciente e guardas Municipais...a Sindrome do Panico surgiu em dois palitos!!! De Agosto de 2012 até hoje estou em tratamento e afastada......iniciei o tratamento com Clonazepan, Sertralina......em sequência passei a fazer o uso de Alprazolan 1 comp e1/2...posteriormente com dose de 3 comp. Sertralina, meio Alprazolan + Amitiptilina.......hj passei em consulta e meu Psquiatra incluiu agora Aldol, três gotinhas antes de dormir, juntamente com meio Alprazolan e 1 amitpitrilina...entrei aqui na busca de informações sobre Aldol e o que faço???? Se eu toma-lo hj e resolver não tomar amanhã à noite, vou ter algum efeito ruim????? Desculpem o desabafo e obrigada desde já!!! Silvia.

    ResponderExcluir
  50. Olá, amanhã completa um ano que fui internado no Sanatório Ismael em Amparo, por um surto, provavelmente causado por LSD e varias situações que eu estava sofrendo, mas o lsd foi acho o que fez eu surtar mesmo, eu meio que saí desse mundo tinha algumas ideias foras, algumas horas eu estava lúcido outras nem tanto, mas enfim, minha mãe procurou ajuda aqui na cidade e me mandaram para lá, minha primeira semana não lembro de nada, mas eu sei que não parava de falar, não dormia e nem deixava ninguém dormir, a segunda semana eu já começo me lembrar, e meu foi horrível, lotavam eu de remédio mesmo eu nunca tendo sido agressivo e nem nada do tipo, e a cada dia era um remédio a mais que me davam, eu tentando cuspir fazer de tudo pra me livrar, e um desses remédios era esse maldito Hadol, eu andava babando uma baba consistente, não conseguia nem abrir o olho direito, as vezes batia com a cara em pilares ou coisas do tipo por não conseguir enxergar, meus músculos e nervos todos travados andava como um corcunda, e isso piorava a cada dia! chegou um momento eu não tinha força nem se quer para levantar uma colher para me alimentar e os enfermeiros e geral nem se preocupavam outros internados ainda viviam debochando da minha cara, a minha mãe quando me visitou se espantou, chora até hoje lembrando da cena, a primeira semana enfermeiros disseram pra minha mãe que eu fiz alguns chorarem tocando violão, alguns que estavam lá por dependência em drogas, pediam para eu tocar, e viam que eu dormia tocando, não tinha força, se revoltavam, ligavam para minha mãe tirar eu de lá e nada! eu só me livrei desses malditos remédios quando simulei um desmaio me joguei de cara no chão e fui levado para outra psiquiatra, mal eu conseguia abrir a boca para falar e mal saiam as palavras de tanta baba na boca, enfim eu abri o verbo, falei um monte, falei que aquilo era descaso que não queria ser tratado lá... enfim me deram uma injeção que cortou os efeitos e já consegui ficar ereto, parei de babar, e fiquei muito bem, todos me elogiavam, principalmente pelo meu comportamento, bem eu só fiquei 45 dias, mas é algo que não me esqueço, e ontem fui procurar sobre esse maldito hadol para saber, e achei esse blog e resolvi ler, e bem quando eu sai de lá continuei tomando (forçado pela minha mãe) Respiridon, CarboLithium, Bepirideno e um outro que não recordo o nome, eu me sentia muito mal, sem vontade de fazer nada, vivia tremendo, as coisas que mais gosto e acho prazerosas não me davam alegria, sentia a cada dia menos vontade de viver, eu fazia algumas coisas que não eram comuns antes de eu ser internado, até eu mesmo começar a tirar essas porcarias de remédios, a cada vez que visitava o CAPS eu falava para a Psiquiatra que não aguentava mais, e chegou um momento que eu só pensava em me matar, eu sonhava, acordava, respirava o desejo de morte, e agora lendo esse artigo eu sei que não foi a toa esse desejo, eu me revoltei mais ainda agora ao ler tudo isso, como é o descaso com as pessoas, eu não desejo nem para o meu inimigo passar por isso! e minha mãe acreditando nesses lixos que se dizem profissionais, é o que eu dizia nenhuma droga faz tanto mal quanto esses remédios! bem é isso, vamos nos falando, e parabéns pelo artigo! att Willian Godoi

    ResponderExcluir
  51. Anônimo5:13 PM

    marcio berk
    Caro colegas fui diagnosticado com tag, sofri muito durante um ano até descobrir tal doeça , graças a um medicamento chamado paroxetina fiquei totalmente curado , fique dois anos sem tomar nada , tive duas recaidas com sintomas bem leves , mas era só administrar o remedio e em no maximo 5 dias estar bom novamente, acontece que durante o ano passado tive problemas pois não acertava a dose do medicamento e os efeitos colaterais eram insuportavés , troque de medicação para o escitalopra (lexapro) tambem não me fez bem , tentei por conta própria a fluoxetina , até que na primeira semana me fez bem mas depois era insuportável tomar me deixava muito nervoso , voltei ao médico e ele me receitou novamente a paroxetina junto com rivotril gotas e sulpirida 50mg , tive melhora pequenas mas notei que estava com a libido zerada , voltei ao médico pois isto me incomodava muito e ainda sentia sintomas da doença , pedi a ele que troca-se o rivotril por outro ansiolitico e ele me receitol olcadil(cloxazolan), graças a esta troca voltei a viver faz 30 dias , acontece que minha libido não voltou e uma coisa eu tenho certeza quem esta me causando isto é a tal da sulpirida pois já fiz testes ,resolvi abandonar este remedio maldito , continuar só com a paroxetina e olcadil , o meu problema agora esta sendo a retirada do olcadil , tomo 2mg e ainda não consegui abaixar para 1mg , alguem sabe o que pode estar acontecendo , porque a paroxetina não consegue mais segurar a BARRA como antes , ela pode não estar fazendo mais efeito, o psiquiatra deisse que não , que é só ir ajustando a dose que chegamos lá. Estou tentando. Peço a DEUs que eu consiga a ficar só com a paroxetina pois´me deixava bem calmo , leve e seguro .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um remédio da mesma família da paroxetina, fluxetina é a Sertralina. Esse medicamento é antigo mas poucos o superam em eficácia. Dá uma olhada no Google e solicita uma comparação tipo? citalopran ou sertralina.

      Excluir
  52. olá a todos. li quase todos os comentarios principalmente os que se referem à risperidona. tenho um filho com sindrome de asperger que tomou a risperidona e depois de 10 dias apresentou uma dermatite alergica. seu corpinho ficou todo pintado de vermelho, com muita coceira e com uma lesão bem significativa no nariz. ao ler na wikipedia vi que causa inflamação na mucosa nasal, o que me fez parar imediatamente de dar o remedio a ele. agora, lendo os depoimentos, penso que, talvez não tenha sido por Deus ele ter essa reação porque se não fosse isso, eu continuaria sem saber o que estaria de fato acontecendo com ele, uma vez que ainda é pequeno para entender e porque é autista e tem dificuldades de comuicação. bjos à todos e sucesso em seus tratamentos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo9:12 PM

      Tomo risperidona a 2 anos e tenho vermilhidão no na pele do nariz e baixa potenica sexual tambem. No mais é tudo de bom pois tomando ele não entro em crize na qual ja tive muitas. Eu fico muito acelerado no pensamento e atitudes sem ele, recentemente eu parei de tomar o stelazine e passei a tomar o risperidona, os me livram de crises, eu acho que o stelazine tem menos efeitos colaterais em mim mas os médicos dizem que o risperidona é melhor. Sou casado tenho filha e trabalho em nivel superior concursado. edusouza10@yahoo.com.br

      Excluir
    2. as vezes quem tem sindrome de asperger é melhor não tomar remédio nenhum. Meu marido toma risperidona e paroxetina e os remedios estão o matando e ai ele para de tomar mas a abstinencia faz ele tomar de novo. Ele tem sindrome de asperger e os remedios o impedem de sair até de casa e hoje ele tem depressão profunda e surtos

      Excluir
  53. Anônimo8:33 PM

    Hoje fui com meu filho ao psiquiatra do CAPS onde ela receitou Respiridon ele nunca tomou este medicamento apesar de 3 internações teve 2 surtos (usuário de maconha)após ler estes comentários estou com muito medo que ele tome pois esta em fase de testes para um emprego deverá tomar 2 a noite e 1 pela manhã o que devo fazer? Ele esta um pouco ansioso por causa do emprego, mais come e dorme bem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo10:18 PM

      Eu tomo respidon por causa da alucinacao auditiva e porque ja estou dependente, o risperidon me acalma e me faz dormir, so tomo 3 mg a noite e fico calma o dia inteiro, nao recommendo tomar de dia pois dopa um pouco a Pessoa, mas nao sou medico, Depende do Surto, se o medico receitou e melhor tomar porque realmente , no meu caso me acalma

      Excluir
  54. Anônimo5:02 PM

    Façam o seguinte, queridos pacientes psiquiátricos: mudem de médico, procurem alguém de sua confiança. Há diversos, não é possível que nenhum ajude vocês. Façam a psicoterapia, a alimentação adequada, tomem a medicação.

    Quando vocês entram em crise, quem ajuda é o médico e quem cuida de vocês quando resolvem abandonar o trabalho, paga as contas das dívidas feitas, atura as crises de violência, tem a casa destruída, objetos furtados, trata de doenças que surgem por falta de cuidados, filhos por falta de camisinha, aguenta escândalos e outras formas de violência, é a família, ou amigos próximos, se houver restado algum depois de tantas crises por abandono de medicação.

    Engraçado que vocês, pacientes, se colocam como vítimas de médicos, clínicas e medicamentos em blogs por aí, mas não falam nada acerca das vítimas que fazem com suas crises eufóricas. E quem cuida daquele que cuida do paciente psiquiátrico, que sofre e aguenta tudo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo5:05 PM

      Continuando: digo isso porque, na grande maioria das vezes, vocês entram em crise porque se acham curados e param a medicação, quando são suficientemente informados acerca da necessidade de tratamento continuado.Raramente o paciente que se trata adequadamente faz crises severas. Elas são preveníveis e é possível adequar a conduta.

      Excluir
  55. Anônimo2:41 PM

    Bom pessoal, li vários relatos aqui, por isso quis dar o meu...
    Sempre fui muito inteligente, dinâmica, mas com o passar dos anos fui ficando cada vez mais irritadiça e explosiva... mesmo com terapia, exercícios de relaxamento e academia, não conseguia controlar o "mau gênio"...
    Após muita insistência da minha psicóloga, procurei um psiquiatra indicado por ela...
    Hoje (2 anos depois) utilizo 20mg de escitalopram, 10mg de topiramato e 5 gotas de kalium phosphorium (homeopático)...
    Estou super equilibrada e muito feliz... sendo o remédio homeopático o fator primordial para esse equilíbrio pois já fiquei sem ele e me senti super apática e sem vontade de fazer nada...
    Por isso, pode dizer que as vezes o que falta na vida é apenas a cereja do bolo... se a medicação está fazendo o que deve, mas está prejudicando em algo, converse com o médico e se ele não puder ajudar, procure um homeopata ou então, procure um psiquiatra que também seja homeopata (como o meu)...
    No meu caso deu suuuuuppppeeerrrr certo!!!!!!
    Mas nunca pensem em desistir!!!!

    ResponderExcluir
  56. Anônimo5:53 PM

    A Psiquiatria e a Psicologia são pseudo-ciências.
    Não existem provas científicas de que os tratamentos e terapias usados pelas mesmas sejam eficazes.
    Há uma organização de médicos e pacientes que estão atentos para isso, porém essa organização não tem filial no Brasil.
    Saiba mais em: http://www.cchr.pt/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo8:00 PM

      Olhe, antes da medicação e da psicoterapia eu era um trapinho de gente. Após anos de tratamento e disciplina sou outra pessoa, muito mais feliz. Valem a pena um bom psiquiatra e um bom psicólogo, esqueça-se dos charlatães!

      Excluir
  57. Anônimo3:13 PM

    anônimo
    tive um filho, hoje estou em tratamento tomando respiridona, a combinação com o diazepam é ótima, estou me sentindo bem, o medico é maravilhoso, trata todos os pacientes bem, estou adorando pra .............. vou fazer a festa de meu filho de quinze anos se deus quiser, sintomas quase nenhum espero me recuperar tenho fé em deus. agradeço por ter lido.

    ResponderExcluir
  58. Anônimo10:13 PM

    Eu tenho ansiedade severa desde 2008 e sem medicação consegui me livra de muitos sintomas q me desgastavam muito na religião kardecista com agua fluidificada e energização espiritual quando cheguei la pela 1 vez estava quase morta, hoje consigo fazer muitas coisas q não conseguia antes DEUS AJUDE A TODOS VCS

    ResponderExcluir
  59. Anônimo11:53 PM

    Eu tomo risperidona 2mg e não tenho nenhum efeito adverso,sou bipolar e tive crises psicóticas e a risperidona me ajudou muito.

    ResponderExcluir
  60. Anônimo7:56 PM

    Tenho TAB e uso lítio. O medicamento é ótimo para meu humor. Tenho alguns efeitos colaterais com acne (a qual trato) e cabelo fraco (que também trato com tricologista). De resto minha vida é muito boa: trabalho, estudo e sou casada. Só tenho que agradecer a Deus!

    ResponderExcluir
  61. Risperidona esta sendo um problema na minha vida. Engordei 15 kg em menos de 3 meses, estou me sentindo estranha, sem expressão facial e triste sem nenhuma raZão específica . Tenho toc e não sei oq risperidona pode me ajudar, mas agora estou tentando fazer exercícios físicos e, nao emagreço de jeito algum

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo9:26 PM

      Tomo risperidona a muito tempo (mais de 2 anos) engordei um pouco mas vivo feliz, e expresso minha felicidade em cultos de louvor evangélico. Ali ouço palavras que edificam, acho que cultuar a Jesus é impressindivel para que faz tratamento com este medicamentos, pois a alegria e esperança é maior que qualquer efeito colateral deles. edusouza10@yahoo.com.br

      Excluir
  62. Anônimo10:44 AM

    OIIIII minha filha de 3 anos e seis meses foi diagnosticada a mais de um ano com hiperatividade...e o medico dela receitou riperidona, 1 ml e o tegretol tava tomando 3 ml e agora só ta aumentando a dose...ela fica super agitada nervosa e agressiviva...se esconde para nao tomar os remedios...dou só a noite, mas percebo que ela fica totalmente dopada..e tenho a impressao que ele causa falta de ar , pois ela fica mole e so abrindo a boca, percebo que ela luta pra nao dornir...mas o efeito é mais forte...as vezes me sinto culpada por isso e nao sei se estou fazendo o melhor pra ela...ultimamente ela tem desenvolvido um certo medo, pois nao quer ficar mais sozinha, e nao vai mais ao banheiro sozinha, diz que tem bicho lá...nao sei o que fazer mas tou querendo suspender a medicaçao, o problema é que ela é muito agitada, nao para pra nada, nao dorme, é muito nervosa, e agressiva...e de ums tempos pra ca esta engordando e come sem parar...só tenho ela e nao sei até que ponto pode ser normal...ela é muitooo imteligente e faz amizade com todo mundo, adora sair, mas quase nao fala tem muita dificuldade pra falar e nao se concentra em nada...nao sei mais o que fazer...e depois de ler esses depoimentos fiquei com medo de estar prejudicando ela...o que faço...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Para a mãe da menina de 3 anos:
      Primeiro procure outro médico. Essas medicações são bem sérias e mesmo deixar de tomar sem um acompanhamento médico pode ser perigoso, por isso, antes de mais nada, procure outro médico.
      Risperidona é totalmente DESACONSELHÁVEL para crianças. Isso está na bula, inclusive. Veja a bula. Médicos que passam tal medicação para crianças não estão preocupados com a saúde dessa criança. Se sua filha é super agitada, talvez precise de mais atividades físicas, mais lazer. Sinceramente, se você puder se dedicar mais tempo a ela, ajudará mais que qualquer medicação. Tente fazer isso.

      Excluir
    2. estou tomando o haldol a dois meses e olha, não tive nenhum efeito colateral, as vozes foram embora o afeto esta melhorando não tenho do q me queixar desse medicamento. sou esquizofrenico.

      Excluir
  63. Tomei por engano uni hallopr agora to ferrado omei so uma e passei mal estava mistura com outros remedios

    ResponderExcluir
  64. Anônimo3:40 AM

    OLÁ A TODOS, SOU ESQUIZOFRENICO, TOMO ATUALMENTE O HALDOL, 20 GOTAS Á NOITE, JÁ TOMEI SEMAP, RISPERIDONA, CARBOLITION, SEROQUEL, MAS NO CONTEXTO GERAL PUDE PERCEBER QUE CADA PESSOA SE ADEQUA MELHOR A UM DETERMINADO MEDICAMENTO, A AJUDA DO PSIQUIÁTRA AJUDA BASTANTE NO RESTABELECIMENTO DO PACIENTE, SE CASO A PESSOA QUISER TER SUA ALTO ESTIMA AUMENTADA É BOM QUE ELA PROCURE A AJUDA DE UM PSICOLOGO, MINHA PRIMEIRA CRISE FOI AOS VINTE ANOS DE IDADE, DE LÁ PRA CÁ JÁ TIVE 3 CRISES GRAVES, DAS QUAIS JÁ ABANDONEI O CARRO NUMA RODOVIA, JÁ BATI O CARRO, EMFIM, MAS MESMO ASSIM CONSEGUI ME FORMAR NUM FACULDADE E HOJE TRABALHO, MAS O QUE FALAM DO SEMAP É VERDADE, ELE AUMENTA O DESEJO SEXUAL, O HALDOL JÁ DIMINIU, EU PREFIRO O HALDOL PQ ELE É MAIS ESTÁVEL, O IMPORTANTE É PRATICAR UMA ATIVIDADE FISICA, E SEMPRE CONTAR COM O APOIO DA FAMÍLIA, E TER FÉ EM DEUS.

    ResponderExcluir
  65. USO LÍTIO E NÃO SINTO NENHUM EFEITO COLATERAL,TBM USO PAROXETINA,RIVOTRIL E ME DOU SUPER BEM.JÁ TOMEI QUASE TODOS Q VC MENCIONOU O ÚNICO QUE ME FEZ MUITO MAL FOI O IMIPRA.

    ResponderExcluir
  66. Anônimo2:14 PM

    LEILAF ..A PAROXETINA PODE AUMENTAR SEU PESO

    ResponderExcluir
  67. Mãe do Pedro3:31 PM

    Olá! Tenho um filho que é Esquisoafetivo mistura de leve esquizofrenia e leve transtorno bipolar) desde os 17 anos. Hoje ele tem 27 anos. Já tomou de tudo. Hoje ele se trata com um super renomado psiq de SP que ao perceber que meu filho é refratário a tds as medicações começou a uns 6 meses tratamento com Leponex . Infelizmente o tal não ta ajudando também . Hoje ele toma 300 de Leponex, 2 mg de Risperidona , Depakote , Efexor e Ebix. E ainda não apresenta melhora satisfatória. Qdo chega a noite ele sempre tem pensamentos suicídas e tristeza.
    Não bastasse ta engordando muito.
    Sei que os barra pesadas aih são o Leponex e Risperidona.
    Queria saber se alguém já usou ou usa Leponex (clozapina)?
    Obrigada!

    ResponderExcluir

Eu sempre publicarei todo tipo de opinião e ponto de vista. que NÃO INFRINJAM AS LEIS DO MUNDO, nem as leis da Internet.

Eu acredito em LIBERDADE DE EXPRESSÃO, por isso eu até publico ofensas a minha pessoa, mas não tolero ofensas a nenhuma das pessoas que comentam.

Links para blogs e sites que falem de saúde mental são bem vindos, desde que não sejam sites criados para vender psicotrópicos.

Somente peço que, ao afirmar alguma coisa aqui, deixe fontes, seja através de links ou livros. Isso valoriza o que você diz.

Se quiser me contatar pode ser através de um comentário.

This web site is mostly about human rights, health, music and curious videos from Youtube. If you have any of these your contribution is most welcome.

Links to web sites that sell MEDICATION ARE UNWELCOME.

But if your site is interesting and useful just submit the address, WITHOUT ANY EXTRA ELECTRONIC LANGUAGE, such as HTML or the like. Example, http://pacientepsiquiatrico.com is OK, is accepted. But [url="http://pacientepsiquiatrico.com"] would be considered spam, because of the extra electronic language [url. I'll check it out and link to it if I approve it. Thank you